Ads Top

Dicas práticas: Como se sentir melhor na quarentena

Hoje vou falar não somente como comunicóloga, mas como Coach e Terapeuta:

Nesse tempo de isolamento é interessante e sobretudo sadio que a gente se envolva com coisas que nos dão prazer e fazem sentido para nós.
Manter mente e corpo ativos, bem como as emoções num padrão positivo vai nos ajudar muito a lidar com sentimentos como medo e ansiedade.

Gastar energia é necessário: Toda essa carga antes dispensada no trabalho e atividades sociais está ficando guardadinha aqui dentro de nós e pode depois de represada se manifestar de maneiras não muito positivas.
Fuja também da positividade tóxica, sim aquela obrigatoriedade de estar bem, de não sentir medo ou ansiedade, ela não é legal nem saudável... Afinal de contas estamos vivendo um cenário incomum e pesado d+ para nos determinamos mais formas e controles.

Administre o medo: Medo é um botãozinho natural que não podemos desligar, ele serve para nos manter seguros em situações de risco, portanto administre. O medo sobe quando o conhecimento desce, grava isso. Saiba qual o cenário atual, o que fazer, como fazer e porque fazer.
Saiba do que exatamente você está com medo, descasque as camadas dessa "cebola" até chegar ao miolo. Um exemplo raso: Tenho medo de escuro / do que pode haver no escuro/ de assombrações que surgem no escuro/ de me assuntar com eles... Por fim descobri que não tenho medo no escuro, apenas não gosto da sensação de levar sustos, porque me sinto constrangida, por exemplo.
Faça esse exercício por escrito, você vai sentir a tensão baixar automaticamente.

Evite ficar conectado a redes sociais por muito tempo, existem estudos que apontam que elas em condições normais já estimulam a ansiedade, imagine então no atual contexto.

Por falar em ansiedade: Ela é uma das expressões do medo como emoção básica natural do ser humano.O medo também é uma emoção que contribui para que o mundo crie, veja bem, foi em nome da sua preservação que o ser humano inventou a roda e o fogo, essa faísca chamada iniciativa quase sempre nasce de uma dose saudável de ansiedade, então que tal nesse momento direcionar toda essa agitação e energia interna gerada pela ansiedade para criar coisas, projetos ou executar planos que ficaram pausados devido a rotina?

Caso as coisas estejam muito desafiadoras, peça ajuda, procure um profissional.

Algumas sugestões:

Estudar ou ler sobre algo que sempre te interessou mas nunca teve espaço no seu dia a dia.

Trabalhar online, organizar seu material de trabalho, dar um tapa naquelas apresentações etc...
Uma dica importante, se vista para o trabalho, é importante, roupas movimentam comportamentos, isso se chama cognição indumentária.

Redecorar a casa, mude um quadro ou o sofá de posição, coloque uma planta no ambiente que você mais tem passado tempo, isso da novos ares ao local, além disso você pode descobrir outras versões da sua casa que nem imaginava.

Dar um tapa no visual...Uma ótima ideia nesse sentido é estimular o autoconhecimento (vamos ter artigo jaja), no conforto do seu lar você terá tempo e privacidade suficiente para experimentar combinações novas e planejar uma nova projeção pessoal, você poderá inclusive ver seu guarda roupa se multiplicar com novas possibilidades antes não pensadas.

Repense o desperdício e outros hábitos: Momentos de crise inevitavelmente acionam nossos mecanismos de defesa e preservação, notou como você não precisa ir tantas vezes a padaria? Como uma comida bem planejada é suficiente para matar a fome? E como você perde coisas no armário simplesmente porque pode sair para comprar outras opções?

Evitem pensar sobre o futuro: Viver o hoje na prática pode parecer  um tanto utópico, então se as mãos estiverem ativas vai ficar mais fácil manter a atenção no tempo presente.

FIQUEM EM CASA! ISSO TAMBÉM VAI PASSAR.

Acompanhe o EBlack no Facebook


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.